2 anos construindo a cidade que a gente quer

Home/ Notícias

 

Depois de arrumar a casa e as finanças de nova lima, estruturar as unidades municipais e ampliar os investimentos nas áreas essenciais, a prefeitura apresenta resultados e a cidade colhe os frutos do trabalho feito com responsabilidade e compromisso com o cidadão.

DOIS ANOS DE DESAFIOS E CONQUISTAS
Muitos foram os desafios enfrentados para recolocar Nova Lima nos trilhos ao longo desses dois anos de gestão. A realidade do município em setembro de 2016 era de um passivo gigantesco deixado pelas antigas gestões, ônus de ações trabalhistas que chegavam a mais de 1.000 processos e gastos exorbitantes com aluguéis de imóveis, alguns deles até sem uso.

Além disso, diversos setores estavam sucateados e obras, paralisadas. Na saúde, mais de 10 mil procedimentos aguardavam na fila; na educação, a alimentação escolar, por exemplo, não cumpria o recomendado por lei; na cultura, o cenário de dificuldades não era diferente: nosso distinto patrimônio histórico estava abandonado.

Para arrumar a casa, uma série de esforços e medidas foram necessários: revisão dos contratos, nova licitação de cooperativas de veículos, alterações tributárias e reforma administrativa que, sozinha, gera uma economia em torno de R$ 50 milhões ao ano. Ainda que consideradas impopulares por parte dos novalimenses, essas medidas foram fundamentais para conseguirmos reconstruir Nova Lima, para avançarmos com mais investimentos em saúde, educação, limpeza urbana, cultura, turismo, desenvolvimento social e outras áreas.

Agora, o momento é de reconhecermos o caminho já percorrido, avaliarmos os resultados alcançados e termos a convicção de que a cidade que queremos se aproxima, com a dedicação dos servidores públicos e o apoio da população.

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Imagem de capa
Assinatura de TAC regularizará o desenvolvimento do Galo

/ Conecta

MPMG, Prefeitura, AngloGold e associação de moradores se unem para a implantação de regularização fundiária do bairro

Imagem de capa
Parceria fortalece prestação de assistência médica e hospitalar ao idoso

/ Conecta

No total, R$ 383,6 mil serão investidos no projeto Acolher