Prefeitura Municipal de Nova Lima

IMPORTANTE: FEBRE AMARELA

09 de January de 2018

Prefeitura intensifica ações contra o Aedes aegypti

ATUALIZAÇÃO 16/1, ÀS 16H


A Prefeitura de Nova Lima decreta
situação de emergência em saúde pública por surto de Febre Amarela, após ter confirmado quatro localidades acometidas com Febre Amarela (Honório Bicalho, Galo, Santa Rita e Cascalho) e duas novas regiões sob suspeita (Mata do Engenho, próximo a Macacos, e Alto do Gaia).

 

Confirmamos também que, o óbito que estava sob investigação deu positivo para Febre Amarela. Assim, Nova Lima tem confirmados 5 óbitos por Febre Amarela e três pessoas internadas com suspeita da doença.

 

A equipe da Secretaria de Saúde continua trabalhando na intensificação da vacinação contra a Febre Amarela e visitando as residências nas regiões afetadas verificando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti.

 

Contamos também com o apoio dos cidadãos:

- Vacine-se

- Elimine os possíveis focos

- Conscientize sua família e amigos

 

15/1 - Comunicado
Informamos que o paciente internado com Febre Amarela, desde semana passada, veio a óbito ontem (14/01). Assim, Nova Lima tem confirmados 4 óbitos por Febre Amarela e um óbito que ainda está sob investigação. Outras três pessoas foram internadas com suspeita da doença.

Também foram confirmados que dois micos encontrados mortos, um na região de Macacos e outro no Bosque da Ribeira, estavam com Febre Amarela.  

11/1 - Comunicado
Foram confirmados hoje (11/1) mais dois casos de Febre Amarela em Nova Lima, totalizando quatro.

Nesse sábado (13/1), das 9h às 16h, as UBS dos bairros Cascalho, Galo, Honório Bicalho, Macacos e Santa Rita estarão abertas para vacinação contra a Febre Amarela. Também terá um ponto de vacinação na região do Alphaville, na Base Operacional de Segurança e Saúde Alphaville.

Importante:
Para pessoas a partir de 60 anos, apenas com recomendação médica.

10/1 - Comunicado
Foi confirmado hoje (10/1) que a causa de outro óbito, que estava sob investigação, foi a Febre Amarela, totalizando duas mortes. É Importante deixar claro que  a cidade não está com epidemia.

Esses dados indicam que a população precisa redobrar os cuidados:
- Conferir se o seu cartão de vacinas está em dia. Se não estiver, procurar uma das Unidades Básicas de Saúde com sala de vacinação
- Eliminar os possíveis criadouros, como caixas d’água, pneus, vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, entre outros
- Utilizar repelentes, roupas claras, blusas com manga e calças compridas

A Prefeitura continua intensificando as ações de visita às residências da região, verificando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti e vacinando a população que ainda não tinha se vacinado contra a febre amarela.

09/1 - Comunicado

Foi confirmado que a causa de um dos óbitos ocorridos nos últimos dias, e que estava sob investigação, foi sim a Febre Amarela. Além disso, foram detectados dois novos casos de suspeitos nos bairros Santa Rita e Cascalho. A Prefeitura está intensificando as ações de visita às residências da região, verificando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti e vacinando a população que ainda não tinha se vacinado contra a febre amarela.

Hoje, Nova Lima possui 96% de pessoas vacinadas contra a Febre Amarela, mas nossa meta é atingir 100% da população. Se você ainda não foi vacinado, NÃO PERCA TEMPO! A vacina está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde com sala de vacinação.
Lembramos que a vacina é contra a Febre Amarela, mas o mosquito Aedes também é vetor de outras doenças como Dengue, Zika e Chikungunya. Por isso, o combate ao mosquito é a melhor solução!

Devido aos outros três casos já divulgados, a intensificação das visitas às residências e a vacinação também está sendo realizada nos bairros Galo e Honório Bicalho. Além das regiões próximas a Brumadinho: Macacos e Alphaville.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma única dose da vacina de Febre Amarela é o suficiente para proteção por toda vida.

Faça a sua parte:
- Elimine os possíveis criadouros, como caixas d’água, pneus, vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, entre outros.
- Converse com sua família, vizinhos e amigos.