Atingidos pelas chuvas recebem acolhimento e atendimento socioassistencial

Home/ Notícias

14/01/2022 às 08:48  | última atualização em 14/01/2022 às 17:47

A Prefeitura mobilizou uma força-tarefa para atendimento às vítimas das intensas e constantes chuvas que assolaram parte da cidade, nos últimos dias. No total, 4.000 pessoas de Honório Bicalho e Santa Rita precisaram deixar suas residências.

Os atingidos que não puderam ser encaminhados para a casa de familiares e amigos foram acolhidos no abrigo temporário estruturado pela Administração Municipal na E.M. Ana do Nascimento Souza. Cerca de 120 pessoas precisaram de abrigo em Nova Lima, desde o último sábado (08). Desse total, 30 seguem sendo atendidas na escola e outras 5 na Casa de Passagem Feminina.

Na chegada ao abrigo temporário, os acolhidos recebem os primeiros atendimentos de saúde e fazem o teste de Covid-19. Em seguida, são acomodados em quartos com sua respectiva família e têm à disposição peças de vestuário arrecadadas e triadas nos pontos de doação. São oferecidas quatro refeições diárias e lanches rápidos, que estão sempre disponíveis entre o horário de uma alimentação e outra. As pessoas abrigadas também contam com o acompanhamento integral de assistentes sociais e oficinas para as crianças.

Pontos de apoio
Além do abrigo temporário municipal, a Prefeitura instalou pontos de apoio nas áreas atingidas para agilizar o atendimento às vítimas das inundações. Somado ao suporte oferecido nos equipamentos de assistência social, como as casas de passagem feminina e masculina, outros dois locais foram estruturados para amparar os cidadãos.

Em Honório Bicalho, os moradores podem buscar auxílio no Centro de Educação Infantil Nize Conceição Silva Ribeiro. Em Santa Rita, o ponto de apoio está instalado na Escola Municipal Dulce Santos Jones.

A E.M. Emília de Lima, por sua vez, está funcionando como uma central de arrecadação, triagem e distribuição de donativos.

Cadastramento
Equipes da assistência social estão nos locais mais afetados, passando de casa em casa, para cadastrar as famílias atingidas. O objetivo é mapear a situação e as necessidades de cada uma neste momento. Essas informações também serão utilizadas na construção do plano de reparação, que traçará medidas para amparar as pessoas que tiveram suas vidas impactadas pelos efeitos das chuvas. Até o momento, 475 famílias atingidas já foram cadastradas.


Abrigo de animais
A Prefeitura empenhou esforços também no resgate dos animais que se encontravam nas regiões impactadas pelas chuvas. Em parceria com a Do Bem Pet e com o Grupo de Resgate de Animais em Desastres (Grad), um ponto de apoio foi instalado no estacionamento do residencial Eco Vila, em Honório Bicalho, para acolher animais de pequeno e grande porte atingidos e prestar os primeiros atendimentos veterinários.

Aqueles que não estavam acompanhados dos respectivos tutores no momento do resgate estão abrigados temporariamente. Todos os cães e gatos foram vacinados, vermifugados e receberam coleira antiparasitária. Os animais já atendidos aguardam a chegada dos seus tutores, quando a situação das famílias permitir.

Além dos animais abrigados, outros 15 acompanham seus tutores que foram acolhidos na E.M. Ana do Nascimento Souza.

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Imagem de capa
Programa Recomeço reúne conjunto de ações para atingidos pelas chuvas

Saiba mais

Imagem de capa
Prefeitura abre cadastro para produtores artesanais da cidade

Inscrição deve ser feita entre os dias 16 e 27 de maio