Nova Lima trabalha pelo fim da violência contra as mulheres

Home/ Notícias

24/11/2022 às 10:18  | última atualização em 24/11/2022 às 12:02

Discutir ações e implantar políticas públicas de proteção para garantir o direito à vida. Pensando nisso, a Prefeitura realiza, entre 20 de novembro e 10 de dezembro, atividades para celebrar os 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra as mulheres: violência contra a mulher não é fake!

O tema central da campanha se justifica devido a notícias falsas comumente divulgadas nas redes sociais, em que circulam vídeos ou outros conteúdos diminuindo ou mesmo desacreditando relatos de violências e de ameaças sofridas, expondo-as intimamente.

Em Nova Lima, a programação inclui oficinas e conversa com as assistidas pelas políticas públicas de proteção e encontro com profissionais de outras esferas da Rede Municipal de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres para traçar estratégias de apoio e segurança. Além disso, uma campanha de comunicação é divulgada nas redes sociais e no ônibus de transporte público a fim de enfatizar a importância do apoio em casos de qualquer tipo de agressão, inclusive, doméstica.

Vale ressaltar que, em agosto, o Governo Municipal entregou para a sociedade um imóvel reformado onde funciona o Centro de Referência da Mulher para atendimento sigiloso.

Violência psicológica e moral

Outras formas de ataque a mulheres e meninas são informações e vídeos criados a partir de fake news e deepfakes. Trata-se de instrumentos utilizados para agredi-las e que se estendem para a realidade, pois as violências cometidas virtualmente estão atreladas às psicológicas e morais, abrangidas pela Lei Maria da Penha e caracterizadas pelo novo Código Penal. Elas podem fazer com que a mulher perca toda a sua rede de apoio ou a própria individualidade, a ponto de não conseguir reconhecer que está em uma relação abusiva ou pedir ajuda.

Fake News: são notícias falsas publicadas em meios de comunicação como se fossem informações reais. Geralmente são divulgadas com o objetivo de legitimar um ponto de vista ou prejudicar uma pessoa ou grupo.

Deepfake: tecnologia usada para criar vídeos falsos com pessoas fazendo coisas que nunca fizeram de verdade ou em situações que nunca presenciaram. As imagens são manipuladas, modificando rostos e criando movimentos, simulando expressões e falas.

Pelo fim da violência

Os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha internacional de prevenção, eliminação e enfrentamento, por meio de ações, debates e eventos relacionados ao tema.

É realizada, anualmente, em mais de 150 países entre 25 de novembro e 10 de dezembro, mas no Brasil inicia-se em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, enfatizando a dupla violência que a mulher negra é submetida no Brasil.

Ações 16 dias de ativismo

- Novembro e dezembro – Oficinas nas unidades do Centro de Referência da Assistência Social (Cras), com apresentação do tema aos grupos, visando a participação e reflexão das pessoas:

30/11, às 14h – Cras Noroeste (Rua Heston, 50, Jardim Canadá)

5/12, às 14h – Cras Norte (Rua Tamandaré, 458, Cabeceiras)

6/12, às 14h – Cras Centro (Rua Professor Juvenal Souza Costa, 34, Olaria)

7/12, às 13h – Cras Nordeste (Rua Adelaide Pedrosa do Vale, 636, Honório Bicalho) 

- Dia 29/11 – Atividade com o Ônibus Lilás, em parceria com a Sedese-MG e a Rede Municipal de Enfrentamento à Violência Doméstica, que vai rodar as regiões do município:

9h30 - Jardim Canadá

15h - Honório Bicalho

- Dia 1º/12, às 13h, na Quadra de Esportes do Cruzeiro (Avenida Esmeraldas, 95) –Direitos Humanos “Saúde nas ruas”: atividade cultural e testagem de ISTs

Compartilhe

Notícias Relacionadas

Imagem de capa
Nova-limenses celebram Dia Internacional do Idoso

Várias atividades culturais e de conscientização marcam semana de atividades

Imagem de capa
Renovação do Passe Estudantil para todos os beneficiários

Saiba mais